www.aeel.org.br home | fale conosco
 

Estatuto
Ficha de Inscrição
Informes AEEL
Informes Unergia
Acordos
Normas Eletrobras ACT
Você!
Saúde e Vida
Eventos
Galeria de Imagens
Jogos
Notícias
Processos Judiciais
Sistema Eletrobrás
Eletros
Link's Úteis
Balanço
Fale com a Aeel
Como Votar?
Eleições 2017


 

ÁREA RESTRITA

Para ter acesso ao sistema preencha os campos baixo:





 

 

Esqueci a senha

 


  Notícias
 

Eleições do Sintergia mostraram
confiança da categoria no Sindicato
INFORMATIVO OFICIAL DO SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS EMPRESAS DE ENERGIA DO RIO DE JANEIRO E REGIÃO
Negociações com estratégias corretas
Av. Marechal Floriano, 199/10 e 16° andares - Centro - Rio de Janeiro - Tels.: 2233-5289/2253-1705 - sintergiapress@gmail.com
Nossa unidade é a garantia de futuras e novas conquistas.
A luta continua!
As eleições foram realizadas democraticamente, em paz e de acordo com o Estatuto
O maior exemplo de que a política
de condução das Campanhas Salariais
adotada pela direção do
Sintergia é correta foi o ACT do Setor Elétrico
firmado em 2013, após 23 dias de greve,
depoisque foram esgotadas as possibilidades
negociais.
Quem está há mais tempo na categoria
lembra dos tempos em que os mesmos que
hoje nos atacam arrastaram a categoria para
aventuras que terminaram com demissões
e perdas para o conjunto da categoria.
Como este ano é atípico, foi fechado um Acordo
por dois anos, garantindo a reposição plena da
inflação, mais ganho real, impedindo que a discussão
do ACT coincidisse com o período pré-eleitoral.
Todos os ACTs firmados pelo Sintergia garantiram,
no mínimo, a reposição integral da inflação
no período, mais ganho real e abono. É só conferir.
Sindicalismo cutista se faz com decisões pela
base e com muita luta. É isso que garante as nossas
conquistas históricas e avançarmos de acordo com
os novos desafios.
O Sintergia é cutista e
a Chapa 1, que venceu as
últimas eleições, recebeu
apoio da CUT e da FNU.
Tem Central de olho
gordo em nosso Sindicato,
mas não tem coragem de
mostrar a cara e tenta desestabilizar a atual
diretoria para atingir seus objetivos.
O presidente da CUT-RJ, Darby
Igayara (foto) acompanhou o processo
que consagrou a Chapa 1.
SOMOS CUT
O resultado em que aproximadamente 1.300
trabalhadores(as) deram uma vitória consagradora à Chapa 1
- Unidade na Luta, demonstra a confiança na continuidade de
uma diretoria que tem garantido nos últimos anos em todos
os Acordos Coletivos firmados a reposição plena da inflação
+ ganho real + reajuste dos benefícios.
No entanto, não podemos ser arrastados por boatos levianos
que tentam desviar o foco do principal objetivo da categoria
neste momento: o avanço das Campanhas Salariais.
A direção do Sintergia continua cumprindo todas as suas
funções no campo administrativo e sindical, dando continuidade
a assuntos de interesse da categoria, cumprindo o que
estabelece o artigo 105 do nosso Estatuto:
Art. 105: Na hipótese de anulação ou suspensão da eleição,
administrativa ou judicialmente, o mandato da diretoria
eleita em pleito anterior válido, será automaticamente
prorrogado até a investidura dos eleitos em novo pleito.
Nesse sentido, continuaremos lutando pelo respeito ao
nosso Estatuto e a categoria que não pode ser levada a aventuras
por pessoas que já demonstraram que não têm nenhum
compromisso com os(as) trabalhadores(as).
FILIADO À F N U MAIO/2014
ISSO É LUTA SINDICAL
Campanhas em andamento
Quem sabe faz a hora!
O Acordo de Periculosidade homologado pela Justiça do Trabalho, representou um marco na história do Sintergia,
porque evitou que mais de 1.200 integrantes da categoria fossem penalizados com a edição da Lei 12740, de 2012, que retirou
o direito dos eletricitários de receberem a periculosidade sobre a remuneração.
Pelo Acordo firmado, trabalhadores(as) além de receberem o passivo, continuam recebendo o pagamento da periculosidade
sobre a remuneração, levando em conta horas extras e o adicional noturno no patamar da CLT.
Os poucos trabalhadores que optaram por não assinar o Acordo (cerca de 30 de um total de mais de 1.200) continuam
sendo representados pelo Sintergia, pois perderam o processo na primeira instância e o Jurídico do Sindicato já recorreu e vai
continuar esta luta.
Em todas as empresas já foram realizadas Assembleias de aprovação da
pauta de reivindicações e estão em andamento as negociações com as empresas
SETOR ELÉTRICO
Inclui as empresas Cepel, Eletrobras, Eletronuclear e Furnas.
A direção do Sintergia cobra o cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) bi-anual firmado em 2013, que garante a
reposição integral da inflação + ganho real, além da manutenção dos benefícios.
No momento, estamos discutindo a questão da PLR com a holding Eletrobras.
LIGHT
Com a aprovação da pauta de reivindicações e a posterior entrega à empresa, seguiram-se algumas rodadas de negociação e no
momento a nossa expectativa, assim como a da própria categoria, é que a empresa possa na próxima rodada já apresentar propostas para
as cláusulas econômicas.
CEG
A pauta já foi entregue à empresa e as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) e da PLR já começaram. A próxima
rodada de negociação deve acontecer na próxima semana.
CET-Rio
Vencidas as etapas de aprovação da pauta e entrega da mesma à empresa, estão em andamento as negociações. A próxima rodada
de negociação acontecerá no dia 20 de maio, às 14h30min na PGM.
RIOLUZ
As negociações começaram, mas a direção do Sintergia cobra o cumprimento do ACT anterior, que previa o cumprimento da
homologação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) do ACT vigente e o resultado dos recursos dos trabalhadores que não
foram contemplados no PCCS e que até hoje não tiveram resposta da empresa.
Como são 30 empresas e não caberiam neste espaço, cabe dizer que em todas é ponto comum a reivindicação de reposição plena
da inflação, ganho real e abono, além de cláusulas sociais como auxílio creche para todos (homens e mulheres), tíquetes de acordo
com o mercado e uma preocupação constante com a segurança dos trabalhadores nos seus locais de trabalho.
Outros acordos em andamento:
Elecnor, Stategrid, Brasil PCH, Triângulo Energia, Neo Energia e Wartsila.
Acordo de periculosidade foi marco histórico
  Fonte: Boletim Linha Viva
  Data de Publicação: 16/05/2014
 
 

Associação dos Empregados da Eletrobras - Telefone /fax: (21) 3553-3501 / (21) 3553-3502
Copyright 2018 - Todos os direitos reservados a AEEL

Desenvolvido por AMANDY SOFTWARE