www.aeel.org.br home | fale conosco
 

Estatuto
Ficha de Inscrição
Informes AEEL
Informes Unergia
Acordos
Normas Eletrobras ACT
Você!
Saúde e Vida
Eventos
Galeria de Imagens
Jogos
testt
Processos Judiciais
Sistema Eletrobrás
Eletros
Link's Úteis
Balanço
Fale com a Aeel


 

ÁREA RESTRITA

Para ter acesso ao sistema preencha os campos baixo:





 

 

Esqueci a senha

 


  testt
  RIO - Os funcionários do sistema Eletrobrás iniciaram hoje uma paralisação de 48 horas.

A principal reivindicação dos trabalhadores é um reajuste salarial de 11,2%. Segundo a Associação dos Empregados da Eletrobrás (Aeel), a empresa oferece apenas 6,51%, porcentual referente ao acumulado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A entidade estima que cerca de 80% dos funcionários de todo o País tenham aderido à paralisação.

De acordo com o diretor da Aeel Emanuel Mendes Torres, nos setores de operação e manutenção, os funcionários estão trabalhando em esquema especial para garantir que não haja cortes de energia. O dirigente afirmou que a entidade decidiu pela paralisação porque a Eletrobrás não estaria disposta a dialogar com os trabalhadores, depois que três reuniões terminaram em impasse.

Torres disse ainda que, se a empresa não reabrir um canal de negociação, os funcionários farão uma nova greve, de 72 horas, e em última instância, uma por tempo indeterminado. "É preciso dialogar, o que não está ocorrendo. Não é nossa vontade radicalizar", disse Torres, acrescentando que não há nenhuma reunião prevista com a Eletrobrás.

Um grupo de trabalhadores se reuniu no começo da tarde em um ato em frente à sede da Eletrobrás, no centro do Rio. A reportagem não conseguiu contatar a assessoria de imprensa da Eletrobrás para comentar o assunto.

  Fonte: Agencia Estado
  Data de Publicao: 20/07/2011
  link: Agencia Estado
 
 

Associação dos Empregados da Eletrobras - Telefone /fax: (21) 3553-3501 / (21) 3553-3502
Copyright 2019 - Todos os direitos reservados a AEEL

Desenvolvido por AMANDY SOFTWARE